Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Campanha “Todos contra a Dengue” terá ações do Lago Aratimbó e Bosque do Índio

Compartilhar:
10 de mar de 2022 Covisa
Imagem Campanha “Todos contra a Dengue” terá ações do Lago Aratimbó e Bosque do Índio
Campanha “Todos contra a Dengue” terá ações do Lago Aratimbó e Bosque do Índio

O Serviço de Vigilância em Saúde Ambiental, em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc/Umuarama), realiza ações contra a dengue neste sábado, 12, com a participação de atiradores do Tiro de Guerra 05.012. As atividades acontecerão em dois pontos movimentados da cidade – o Lago Aratimbó e o Bosque dos Xetá.

A campanha “Todos contra a Dengue” terá início às 8h30. “Vamos conscientizar a população sobre a doença e a importância das medidas preventivas, com a distribuição de panfletos, e também fazer um ‘pente-fino’ para eliminar recipientes que possam acumular água e se tornar possíveis criadouros do mosquito transmissor, o Aedes aegypti”, explicou a coordenadora da Vigilância Ambiental, Renata Luzia Ferreira.

Além dos atiradores, o “Dia D de Combate à Dengue: Aqui o mosquito não entra!” envolverá agentes de combate a endemias, equipe do Sesc, Rotaract e voluntários, que utilizarão o aplicativo da campanha para registrar o ‘antes’ e o ‘depois’ nos locais onde foram eliminados os potenciais criadouros. O trabalho será desenvolvido até as 11h30, com uma equipe no lago e outra no Bosque do Índio.

Um informe técnico divulgado na última semana pela Vigilância Ambiental colocou a região central de Umuarama em situação de surto de dengue após o aumento repentino dos casos. Na última semana foram 17 novos positivos, elevando de 50 para 67 o total acumulado de casos nos últimos meses.

Com 26 casos positivos, a região do Centro de Saúde Escola (CSE) entrou em surto porque o número de pessoas com dengue passou de três por grupo de mil – a média da unidade está em 5,2 por 1.000 habitantes –, o que exige mais cuidados da população. O Jardim União (Cohapar I) passou para o nível de alerta, enquanto as demais regiões da cidade seguem com baixa incidência.

As autoridades orientam a população a redobrar os cuidados nos imóveis residenciais e comerciais, especialmente com a incidência de chuvas e o calor dos últimos dias, eliminando possíveis criadouros do mosquito transmissor da doença. Ele se reproduz em qualquer recipiente que acumule água parada, como garrafas, tonéis, baldes e bacias sem uso, brinquedos velhos, materiais recicláveis, embalagens, pratinhos de plantas e pneus velhos. É importante ainda desobstruir calhas e ralos de água pluvial.