Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Centro de acolhimento infantil Menino Deus passa por reformas e adequações

Compartilhar:
29 de jul de 2022 Assistência Social
Imagem Centro de acolhimento infantil Menino Deus passa por reformas e adequações
Centro de acolhimento infantil Menino Deus passa por reformas e adequações

O prefeito Hermes Pimentel visitou o Centro Infantil Menino Deus na manhã desta sexta-feira, 29, ao lado da secretária municipal de Assistência Social, Adnetra Vieira Santana, e do secretário de Gabinete e Gestão Integrada, André Rodrigues dos Santos. A entidade, que presta serviço de acolhimento institucional ao município, abrigando crianças e adolescentes deparados das famílias por medida judicial, está passando por reformas para melhorar as condições de atendimento.

A coordenadora Laudicéia Ferreira explicou que a sede da instituição – o antigo Abrigo Tia Lili – está recebendo adequações estruturais, manutenção e reformas que incluem pintura, limpeza e serviços gerais. Graças ao trabalho em conjunto com o Programa Família Acolhedora, que conta com diversas famílias habilitadas para o acolhimento temporário, poucas crianças têm permanecido sob os cuidados da entidade.

“Nesta semana estamos com quatro, duas aqui e outras duas recebendo atenção médica no momento. Mas o número varia bastante, então precisamos manter a estrutura adequada para mais crianças e adolescentes de até 18 anos”, explicou a coordenadora.

A secretária Adnetra destacou que o acolhimento no abrigo é temporário e pelo menor tempo possível. “Esperamos que as famílias dessas crianças e jovens de reestruturem e possam recebê-los de volta, mas enquanto isso o município dispõe dessa parceria com até 20 vagas e a sintonia com o Família Acolhedora, que assegura o convívio familiar aos acolhidos através do bom coração das pessoas que temos cadastradas e qualificadas no programa”, destacou.

O prefeito Pimentel foi informado sobre algumas obras necessárias para melhorar as condições gerais da instituição, como a implantação de galerias pluviais, a reconstrução de um muro e a instalação de grade ou alambrado para elevar a altura dos muros. “Temos um recurso de R$ 150 do governo do Estado que vai ajudar na troca de toda a mobília do centro infantil e estamos estudando outras possibilidades de auxílio”, informou.

O acolhimento é uma das medidas de proteção prevista pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e deve ocorrer sempre que os direitos forem ameaçados ou violados. “Buscamos atuar dentro das normas do reordenamento do acolhimento institucional, que trouxe uma mudança de paradigmas na garantia dos direitos dos acolhidos”, disse a secretária Adnetra Santana. “Ainda são necessárias adequações e mudanças, mas estamos atentos prestando todo apoio à instituição”, completou.

O reordenamento prevê apoio sociofamiliar e inclusão de políticas públicas, abrigos como medida protetiva de caráter excepcional, atendimento temporário, fortalecimento e resgate de vínculos familiares, busca de reintegração na família de origem ou substituta; respeito à individualidade e à história do usuário; inserção na comunidade, reparação, proteção e defesa.

O Centro Infantil Menino Deus tem mais de 15 anos de serviços prestados. Pimentel parabenizou a equipe pela dedicação no cuidado às crianças, lembrou que o município depende da cooperação das entidades para atender a toda a demanda social, “por isso é de extrema importância o trabalho voluntário, as parcerias, a dedicação de quem realmente se importa com os mais vulneráveis”, completou.

Visualizar imagens Flickr