Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Acesf convoca os concessionários de terrenos no cemitério para recadastramento

Compartilhar:
24 de fev de 2022 Acesf
Imagem Acesf convoca os concessionários de terrenos no cemitério para recadastramento
Acesf convoca os concessionários de terrenos no cemitério para recadastramento

A Administração de Cemitérios e Serviços Funerários (Acesf) está convocando as famílias detentoras de concessão de terrenos no cemitério municipal para apresentarem informações atuais junto à instituição e providenciarem a nova documentação. O recadastramento é necessário para atualizar o banco de dados da Acesf a partir do mapeamento realizado pouco antes da pandemia e também para identificar jazigos em situação de abandono, que serão revertidos ao município.

Do total de 13,5 mil terrenos cadastrados no cemitério, cerca de 2 mil apresentam inconsistência de dados dos concessionários. “Há terrenos sobre os quais não há nenhum registro das famílias detentoras do direito de uso. Em outros casos o endereço se perdeu e os números de telefones foram desativados ou transferidos para outras pessoas, impossibilitando o contato”, explicou o diretor-presidente da Acesf, Édipo Turisco.

Boa parte dos túmulos abandonados foram identificados por placas e a administração tem publicado convocações para os concessionários na imprensa, a fim de chamar a atenção para que compareçam e regularizem a situação. Decorrido o prazo de 90 dias da publicação, a Acesf pode iniciar o processo de reversão ao município, exumar os restos mortais e conceder os terrenos a outras famílias interessadas.

Para alojar os restos das pessoas sepultadas nesses jazigos, o município está construindo um ossário coletivo juntamente com um abrigo para resíduos provenientes de exumações, com o investimento aproximado de R$ 126 mil em recursos próprios. Turisco lembra que o recadastramento destina-se aos concessionários dos terrenos, independente do número de pessoas sepultadas em cada túmulo.

“É necessário apresentar o documento de posse do terreno e documentos pessoais, como CPF, RG e comprovante de endereço, além de informar os telefones de contato”, explicou. “Também orientamos a família a revestir os túmulos ou, pelo menos, manter a laje em boas condições para evitar incidentes como a exposição dos restos do ente sepultado e a entrada de animais no jazigo”, completou.

Caso a atualização cadastral seja realizada por terceiros, é necessário apresentar também uma procuração. A família pode comparecer a qualquer tempo na Acesf ou, se preferir, agendar o atendimento pelo telefone (44) 3622-5878. O cemitério municipal conta hoje com cerca de 55 mil pessoas sepultadas.

Visualizar imagens Flickr