Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Vandalismo e acidentes destroem placas e deixam prejuízo ao município

Compartilhar:
25 de ago de 2022 Umutrans
Imagem Vandalismo e acidentes destroem placas e deixam prejuízo ao município
Vandalismo e acidentes destroem placas e deixam prejuízo ao município

Pelo menos 20 placas de sinalização de trânsito são danificadas por mês em Umuarama, seja por acidentes, durante manobras de veículos ou em atos de vandalismo. Entre reposição de placas, tubos e hastes de aço, concreto e mão de obra, o prejuízo soma aproximadamente R$ 8 mil por mês. Porém, o dano maior pode ser à segurança de condutores e pedestres: sem as placas em locais estratégicos, aumenta bastante o risco de acidentes.

A avaliação é do secretário municipal de Segurança, Trânsito e Mobilidade Urbana (Sestram), Elizeu Vital da Silva. “Algumas placas são atingidas por caminhões durante manobras, ou por carros desgovernados que invadem canteiros ou calçadas. Porém muitas vezes as placas são alvo de vândalos que as entortam, arrancam, derrubam ou picham”, detalhou.

Além do prejuízo ao erário, o problema é que as placas são uma ferramenta essencial para a sinalização. “Elas identificam preferenciais, limites de velocidade, conversões e retornos, vagas de estacionamento, carga e descarga, parada obrigatória e outros sinais que são fundamentais para organizar o trânsito e tornar mais seguro o convívio entre veículos e pedestres”, disse a chefe da Divisão de Engenharia de Trânsito da Sestram, Regina Duarte Gomes.

Engenheira de tráfego e especialista em mobilidade urbana, Regina disse que os danos à sinalização vertical são mais recorrentes em vias de fluxo intenso de veículos no período noturno, como as avenidas Paraná, Maringá, Londrina, Getúlio Vargas e outras vias da região central, ou em locais com tráfego de caminhões, em horários de carga e descarga.

“Muitas placas são atingidas por retrovisores, quando os caminhões trafegam muito próximo do meio-fio, durante manobras ou pelas portas dos baús”, acrescentou. Isso acontece bastante na avenida Portugal, com as placas instaladas no canteiro central.

Elizeu Vital destacou que destruir placas de sinalização das vias públicas é crime previsto no Código Penal Brasileiro (artigo 163), com pena prevista de detenção de um a seis meses ou multa. “A destruição das placas de trânsito aumenta o risco de acidentes, devido à falta da informação prestada pelo dispositivo. E isso vai muito além do prejuízo financeiro causado ao município”, reforçou.

Por isso, continua Vital, “é importante zelar pelo patrimônio público, evitar os danos à sinalização e denunciar os casos de vandalismo”, emendou. A comunicação de placas danificadas pode ser feita à Guarda Municipal, pelo telefone 152, ou diretamente à Diretoria de Trânsito (Umutrans), pelo fone (44) 3906-1018.

Visualizar imagens Flickr