Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Procon de Umuarama apresenta pesquisa de preços de combustíveis e do gás de cozinha

Compartilhar:
8 de out de 2021 Procon
Imagem Procon de Umuarama apresenta pesquisa de preços de combustíveis e do gás de cozinha
Procon de Umuarama apresenta pesquisa de preços de combustíveis e do gás de cozinha

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon de Umuarama) acaba de divulgar uma pesquisa de preços do GLP (gás liquefeito de petróleo, conhecido como gás de cozinha). O levantamento foi feito na última quarta-feira (6) em 17 empresas distribuidoras e os valores referem-se a botijões de 13 quilos.

O gás mais barato é vendido a R$ 107 e o mais caro a R$ 115. Há sete empresas que vendem o produto a R$ 110, uma que vende a R$ 112 e três que vendem o botijão a R$ 114. “A variação de preço ficou em 7,5%”, observa o advogado Deybson Bitencourt, secretário municipal do Procon. Ele acrescenta que o preço médio do botijão no dia seis de setembro era R$ 108,18 e agora R$ 112,12 – aumento médio de 3,64%.


 

ABASTEÇA COM GASOLINA

O Procon também divulgou pesquisa de combustíveis realizada em Umuarama no dia seis de outubro, em 40 postos. A gasolina mais barata foi encontrada a R$ 5,92 e a mais cara a R$ 6,40, uma diferença de R$ 0,48 por litro – ou 8,1%. O etanol mais barato custa R$ 4,60 e o mais caro custa R$ 4,95, uma diferença de R$ 0,35 por litro – ou 7,6%. O diesel mais barato foi encontrado a R$ 4,31 e o mais caro a R$ 4,89, uma diferença de R$ 0,58 por litro – ou 13,5%.

O secretário detalha que, como a autonomia do veículo com álcool é, em média, 30% menor, para ser vantajosa a sua utilização, o preço do litro também precisa ser 30% menor. “O custo do litro do etanol em relação à gasolina é de 78,5%, desta forma, é melhor abastecer com gasolina”, indica. Bitencourt relata ainda que o maior aumento médio nos combustíveis foi observado no diesel: 5%.


 

Para acessar a pesquisa completa de combustíveis, clique aqui.

Para acessar a pesquisa completa de GLP, clique aqui.