Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Obras nas escolas Carlos Gomes e Manuel Bandeira serão retomadas em breve

Compartilhar:
29 de abr de 2022 Obras, Planejamento Urbano e Projetos Técnicos
Imagem Obras nas escolas Carlos Gomes e Manuel Bandeira serão retomadas em breve
Obras nas escolas Carlos Gomes e Manuel Bandeira serão retomadas em breve

Duas obras que foram paralisadas devido ao rompimento dos contratos com as empreiteiras, após a conclusão dos respectivos processos administrativos, serão retomadas nos próximos dias. Foram homologadas as licitações das obras de reforma e ampliação das escolas Manuel Bandeira, no Alto São Francisco, e Carlos Gomes, no distrito de Santa Eliza. Assim que forem assinados os contratos a Secretaria Municipal de Obras, Planejamento Urbano e Projetos Técnicos emitirá as ordens de serviço.

Em novembro do ano passado, a empresa A. J. Valentim, contratada para reforma e ampliação da Escola Manuel Bandeira, foi multada em R$ 132,9 mil e recebeu sanções administrativas que incluíram rescisão contratual, suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de contratar com o município por dois anos, devido a problemas na execução do contrato.

Agora a empresa Ambrozin e Cândido Construtora e Engenharia venceu licitação e receberá pouco mais de R$ 1 milhão para finalizar a obra, com o prazo de execução de seis meses. Os serviços incluem reforma da parte existente, ampliação do refeitório, construção de quadra poliesportiva, troca da cobertura da passarela de acesso e construção de bloco com duas novas salas de aula. Com a ampliação, a escola passará dos atuais 871 m² para 1.050 m² de área construída.

SANTA ELIZA

Outra obra que finalmente será retomada é a reforma e ampliação da Escola Municipal Carlos Gomes, no distrito de Santa Eliza. O reinício das obras é prioridade para o prefeito Hermes Pimentel e para a secretária de Educação, Mauriza de Lima Menegasso. Iniciada em outubro de 2020, a reforma tinha término previsto para fevereiro de 2021, com o investimento de R$ 250 mil. Um ano depois, apenas parte dos serviços foi executada e a empreiteira abandonou a obra, o que gerou processo administrativo resultando em sanções e multa de cerca de R$ 75 mil.

Nesse tempo, a Secretaria de Educação decidiu ampliar a estrutura e implantar educação em tempo integral, o que elevou o custo dos serviços e exigiu um novo projeto. Conforme a licitação, também vencida pela empreiteira Ambrozin e Cândido Construtora e Engenharia, serão investidos R$ 826,6 mil e o prazo de entrega é dezembro deste ano.

O contrato prevê a troca do alambrado por cercamento em gradil com pintura eletrostática, troca do piso no interior, calçamento em paver em troca a frente e na lateral esquerda da escola, bem como em parte do pátio, plantio de grama no entorno do gradil, demolição e reconstrução de muro de arrimo, coberta do pátio e da rampa de ligação entre os pavilhões, passarela coberta na entrada e reforma completa da estrutura (pintura, forro, pisto, portas e esquadrias). Com as ampliações, a escola terá 1.459 m² de área, oferecendo mais conforto aos alunos.

O prefeito Hermes Pimentel lembra que o problema existia antes dele assumir a gestão municipal. “Obras podem sofrer imprevistos, mas estamos atentos e determinei prioridade para resolver a situação. Enquanto isso, agradecemos à Paróquia Sagrado Coração de Jesus por nos ceder espaço para as aulas presenciais aos alunos de Santa Eliza”, afirmou. A Secretaria de Educação implantará educação infantil de 0 a 3 anos, um serviço que ainda não é prestado em Santa Eliza.

Visualizar imagens Flickr