Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Construção civil teve maior aprovação de projetos dos últimos cinco anos em 2021

Compartilhar:
7 de jan de 2022 Obras, Planejamento Urbano e Projetos Técnicos
Imagem Construção civil teve maior aprovação de projetos dos últimos cinco anos em 2021
Construção civil teve maior aprovação de projetos dos últimos cinco anos em 2021

Na contramão dos efeitos da pandemia de coronavírus a economia de Umuarama deu fortes sinais de resistência e até crescimento ao longo de 2021. Além de a cidade ocupar posição de destaque em todo o Estado na geração de empregos, também a construção civil mostrou sua força e registrou o melhor desempenho dos últimos cinco anos. É o que revela o relatório de aprovação de projetos emitido mensalmente pela Secretaria Municipal de Obras, Planejamento Urbano, Projetos Técnicos e Habitação.

Dezembro teve o maior volume mensal de projetos aprovados em 2021, com 40.071,89 m², à frente de maio (39.840,68) e outubro (29.856,03 m²), outros meses de destaque. No acumulado dos 12 meses do ano passado, a Prefeitura de Umuarama autorizou a realização de 267.755,61 m² de obras, que incluem construção, ampliação e reformas, tanto em edificações residenciais quanto comerciais, de pequeno e grande porte.

Este foi o maior volume desde 2016, quando foram aprovados 311.260,39 m². A média mensal de 2021 ficou em 22.312,97 m², cerca de 5% acima do índice de 2020 (21,312,58 m²) e melhor também que as médias de 2019 (20.850,67), de 2018 (19.450,64 m²) e 2017 (19.450,93 m²).

O grande volume de obras contribui para o crescimento da economia local devido à influência positiva exercida em diversos setores, como o comércio de materiais de construção, acabamentos, decorações, engenharia civil e arquitetura, elétrica e hidráulica, paisagismo, móveis e decoração, entre outros.

Para o prefeito em exercício, Hermes Pimentel, este é um indicativo claro de que a cidade não parou diante das turbulências vividas nos últimos meses. “Apesar da insegurança política e da pandemia, nossa economia segue firme. Desde que assumimos a Prefeitura temos trabalhado bastante para que a cidade mantenha e até acelere o ritmo de desenvolvimento. As obras públicas não pararam e o que estiver ao nosso alcance será feito para que a iniciativa privada também consiga manter o crescimento na construção civil e demais segmentos”, destacou.

NÚMEROS

Uma avaliação mais ampla mostra de forma consistente a importância do setor para a economia local. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE (2020), Umuarama tem 426 estabelecimentos ligados à construção civil, que empregam em torno de 1.500 trabalhadores. Nas obras são cerca de 5 mil prestadores de serviço. Apenas no ano passado, de janeiro a novembro (dados do Caged, do governo federal), foram contratados 1.126 trabalhadores com carteira assinada e o saldo ao final de 11 meses foi positivo (mais contratações que demissões).

Além disso, há um número considerável de trabalhadores atuando na informalidade e outros se tornaram microempreendedores individuais (MEI) – Umuarama tem hoje 1.165 empresas MEI ligadas à construção civil, incluindo pedreiros, auxiliares, eletricistas, carpinteiros, encanadores, instaladores e pintores, dentre outras funções. “Tudo isso é movimentado pela construção, um verdadeiro termômetro para avaliar a atividade econômica e que mostra o nível de desenvolvimento das cidades”, acrescentou o secretário de Obras, Isamu Oshima.

Por outro lado, ao longo de 2021 a Agência do Trabalhador de Umuarama ofertou 257 vagas para empregos na construção civil, a maioria ocupada pelos candidatos encaminhados. “Este é um setor que gera bastante demanda e que conta com rotatividade de mão de obra, por conta da grande quantidade de obras em execução na cidade. Interessados devem ficar atentos porque sempre temos vagas”, apontou. Atualmente há nove vagas à disposição de candidatos para serviços de pedreiro, servente e carpinteiro.