Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Primeira ZPE privada do país está em processo de implantação em Umuarama

Compartilhar:
14 de jul de 2022 Indústria, Comércio e Turismo
Imagem Primeira ZPE privada do país está em processo de implantação em Umuarama
Primeira ZPE privada do país está em processo de implantação em Umuarama

Buscando o desenvolvimento econômico, avanços tecnológicos e o crescimento sustentável, cada vez mais cidades têm procurado se integrar ao mercado internacional. É neste cenário que Umuarama, com seus pouco mais de 110 mil habitantes, inicia o projeto de implantação da sua ZPE – Zona de Processamento de Exportação –, uma das primeiras áreas de livre comércio do país a ser gerida pela iniciativa privada.

A caminhada até o início das operações é longa, mas o primeiro e talvez mais importante passo já foi dado. “O município fez os estudos necessários, iniciou os procedimentos e abriu processo seletivo de caráter público em formato de licitação, que seguiu todos os trâmites legais e já foi homologada. Na última semana a Prefeitura assinou o termo de compromisso com a empresa Fênix Empreendimentos, que é de Umuarama, e agora aguardamos o andamento do projeto”, disse o prefeito Hermes Pimentel.

Agora a empresa vencedora do certame dará o próximo passo com o projeto da ZPE, que será apresentado pelo município e governo do Estado à União, explicitando a viabilidade financeira, a capacidade econômica do investidor e como será a gestão administrativa. “Mais adiante serão apresentadas pela Fênix informações sobre o contato com a Fazenda municipal, a Receita Estadual e a Receita Federal, as formas de venda, cessão e concessão dos espaços para as indústrias que aqui desejarem se instalar”, acrescentou o secretário municipal de Indústria e Comércio, Marcelo Adriano Lopes da Silva.

Ao final, o projeto completo será encaminhado à Secretaria Especial das Zonas de Processamento de Exportação (SECZPE) do Ministério da Economia, já com propostas de instalação dos primeiros empreendimentos. Conforme a lei 14.184/2021, a ZPE – que envolve o município, o Estado e a União – deve contar com uma aduana da Receita Federal e um servidor responsável pelo monitoramento e fiscalização das atividades.

O diretor de Indústria e Comércio do município, Paulo Leon Baraniuk, informa que a empresa implantará a ZPE em uma área própria de 80 alqueires, localizada na rodovia PR-482 (a 17 minutos do centro da cidade), que será dotada de toda a infraestrutura necessária para o funcionamento das empresas. A área terá controle de acesso, recepção e administração, depósitos e as condições básicas para o início da operação.

“O parque industrial será urbanizado conforme as necessidades das indústrias que manifestarem interesse e forem aprovadas pela SECZPE. Com a infraestrutura modular será possível adequar o espaço da forma mais conveniente a cada indústria, de acordo com suas demandas em relação a água, energia elétrica, comunicações, logística e outros fatores”, explicou.

O prefeito Hermes Pimentel destacou a importância de cada ator no processo. “A ZPE só acontece com o apoio do Estado, que concebeu um estudo econômico regional voltado ao processamento de exportações, destacando as capacidades da nossa cidade e região e as suas potencialidades, além da disponibilidade de mão de obra e matérias-primas”, disse.

A Invest Paraná, um importante instrumento do Estado para o apoio às empresas e novos investimentos, acompanha todas as fases do projeto com serviços de classe mundial, servindo de ponte entre governo e iniciativa privada, e já está prospectando interessados na ZPE de Umuarama. “Logo estaremos com o nome da cidade em eventos internacionais, divulgando as potencialidades locais e a opção de instalação em uma nova área de livre comércio”, acrescentou Baraniuk.

BENEFÍCIOS

Apesar da isenção tarifária, as exportações a partir da ZPE trarão grandes benefícios para a cidade, a região e o país. Além de contribuir para o saldo da balança comercial, a instalação de empresas altamente tecnológicas permitirá avanços na industrialização, disseminando tecnologia – inclusive com a possibilidade de importação de equipamentos –, estimulará a pesquisa e a capitalização de fundos voltados à elaboração de projetos e desenvolvimento.

“Teremos empregos mais qualificados, com melhores salários, o que impacta positivamente a economia local e permite o aumento do PIB per capta. A geração de empregos também beneficiará o setor de serviços (transportes, alimentação, saúde) com a possibilidade de alojamento de prestadores dentro da ZPE”, informou o secretário Marcelo Adriano.

LOCALIZAÇÃO

Conforme os estudos realizados pelo Estado, Umuarama está estrategicamente localizada em conexão direta com os países do Mercosul. A opção pela cidade ajudará a evitar a migração de empresas para outros destinos – como o Paraguai –, além de fomentar a diversidade industrial e a arrecadação de impostos. Além disso, a cidade já conta com empresas locais com grande potencial de exportação, que receberão na ZPE um incentivo para conquistarem o mercado exterior.

Cerca de 380 municípios de quatro Estados (Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Santa Catarina, além do Paraguai e Argentina) encontram-se num raio de 300 km de Umuarama e poderão ser beneficiados direta ou indiretamente pelo projeto.