Habitação

Pimentel busca parceria com a Cohapar para retomar construção de casas populares

Data de publicação: 24/09/2021

Foto da matéria Pimentel busca parceria com a Cohapar para retomar construção de casas populares

Carregando...
Carregando...
Carregando...

Diante da grande demanda por moradias de interesse social em Umuarama, o prefeito em exercício Hermes Pimentel elegeu entre suas prioridades administrativas batalhar pela construção de mil casas populares até o final de 2024. Ele aproveitou a viagem a Curitiba, nesta semana, para os primeiros contatos com a Companhia Habitacional do Paraná (Cohapar), ao lado do deputado estadual Delegado Fernando.

A Diretoria de Habitação, ligada à Secretaria Municipal de Obras, Planejamento Urbano e Projetos Técnicos, conta hoje com 10.330 cadastros. Há 5.325 famílias interessadas em moradias populares, 865 à espera de lotes subsidiados e 50 cadastros para condomínio do idoso. Além disso, 404 moradores requisitaram apoio do município para reformarem suas residências.

“A demanda é muito grande e pouco se fez no setor habitacional, nos últimos anos. Vamos lutar para atender ao menos uma parte dessas famílias conforme os critérios de avaliação da diretoria e com apoio da Cohapar e da Caixa Econômica Federal, que é o órgão financiador”, afirmou Pimentel. Segundo ele, a Cohapar sinalizou positivamente para este projeto administrativo que deve evoluir a passos largos nos próximos meses. “Para isso devemos criar e estruturar, em breve, a Secretaria Municipal de Habitação”, anunciou o prefeito.

O último projeto habitacional realizado em Umuarama foi a implantação do Conjunto Habitacional Sonho Meu, na gestão do prefeito Moacir Silva – embora a última etapa tenha sido entregue em maio de 2017, pelo prefeito Celso Pozzobom. Foram 603 casas da primeira etapa, inaugurada em 2014, mais 454 unidades na fase dois – totalizando 1.057 moradias para famílias que viviam em situação de risco ou pagando aluguel – e 394 lotes urbanizados, vendidos pelo município com preço subsidiado para os beneficiarem construírem suas casas.

Prefeito Hermes Pimentel com o secretário de Gabinete e Gestão Integrada, André Rodrigues, o deputado Delegado Fernando e o presidente da Cohapar, Jorge Lange

Hoje o município conta com cerca de 400 lotes que podem ser utilizados em programas habitacionais. São 182 terrenos no Jardim Itália, adquiridos recentemente já com infraestrutura para a construção de moradias, e os demais resultam de áreas institucionais que pertencem à Prefeitura em vários loteamentos aprovados nos últimos anos. “Partes dessas áreas já foram desmembradas em lotes e outras podem ter a mesma finalidade para a construção de moradias de interesse social”, explicou o secretário Isamu Oshima, de Obras, Planejamento Urbano e Projetos Técnicos.

Conforme a Diretoria de Habitação, a Prefeitura protocolou pedido recente de inclusão de Umuarama no Programa Casa Fácil Paraná – Vida Nova, da Cohapar, que prioriza famílias que vivem em áreas irregulares, insalubres e em situação de vulnerabilidade social, que sejam atendidas em algum programa ou projeto da Secretaria Municipal de Assistência Social. “Temos algumas opções. Com boa vontade, esforço conjunto e o apoio dos nossos representantes políticos, podemos avançar na questão habitacional e atender mais famílias”, disse o prefeito Pimentel.

CASA FÁCIL

A proposta do programa Casa Fácil é promover qualidade de vida através do acesso à moradia com a construção de unidades habitacionais subsidiadas em até 100%, projetos de requalificação da infraestrutura urbana, regularização fundiária e desfavelamento, com recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop) do Paraná e parceria com os municípios. O público são famílias residentes em assentamentos precários (que necessitem de realocação) e que vivam em situação de vulnerabilidade, com rendimento familiar não superior a três salários-mínimos que não sejam proprietárias de nenhum imóvel, entre outros critérios.

Mais imagens - clique aqui

Ver fotos no Flickr
Compartilhar: