Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Estado lança edital para cadastrar artistas que perderam renda na pandemia

Compartilhar:
13 de ago de 2020 Fundação Cultural
Imagem Estado lança edital para cadastrar artistas que perderam renda na pandemia
Estado lança edital para cadastrar artistas que perderam renda na pandemia

O governo do Paraná, por meio da Secretaria de Comunicação e da Cultura, abriu edital de chamamento a possíveis beneficiários da renda emergencial mensal – Lei Aldir Blanc – e está recebendo cadastros de trabalhadores que atuem no setor cultural. Os que se enquadrarem nas condicionalidades receberão o repasse emergencial do benefício, previsto na lei federal 14.017/2020.

O prazo de publicidade e cadastramento do edital é de um mês – de 13/08 a 14/09 – e os interessados devem acessar o endereço eletrônico www.sic.cultura.pr.gov.br/auxilio ou buscar mais informações pelo e-mail: duvidaslab@secc.pr.gov.br. O governo disponibilizou R$ 3 bilhões para socorrer profissionais e organizações culturais que perderam renda em razão da pandemia de coronavírus. O auxílio contemplará Estados e municípios para gestão de espaços culturais e ofertará, ainda, linhas de crédito para micro e pequenas empresas do setor.

A Fundação Cultural de Umuarama está fazendo levantamento dos artistas, espaços e empresas do segmento cultural por meio de um cadastro disponível no site da Prefeitura (www.umurama.pr.gov.br), que deve ser preenchido e encaminhado por e-mail para a fundacaocultural@umuarama.pr.gov.br. O prazo vai até o dia 28 de agosto.

Os artistas devem ficar atentos a outras plataformas para assegurar sua participação nos editais do governo federal, para evitar transtornos ou até mesmo o risco de não ter acesso a esse auxílio emergencial. O cadastro é requisito essencial para solicitações de auxílio embasadas na Lei Aldir Blanc.

“É importante que todos os artistas, entidades e agentes culturais do município realizem o Cadastro Estadual no site http://www.sisprofice.pr.gov.br/sisprofice.php. Os recursos serão administrados por Estados e municípios e os artistas devem ficar atentos”, disse a diretora da Fundação Cultural de Umuarama, Vera Lúcia Borges.