Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Projeto Couro de Boi é encerrado com apresentações no centro cultural

Compartilhar:
30 de set de 2022 Assistência Social
Imagem Projeto Couro de Boi é encerrado com apresentações no centro cultural
Projeto Couro de Boi é encerrado com apresentações no centro cultural

O teatro do Centro Cultural Vera Schubert ficou praticamente lotado para o evento de encerramento do Projeto Couro de Boi, na tarde desta sexta-feira, 30. Iniciativa da Secretaria Municipal da Assistência Social, a ação contou com um ciclo de palestras que visitou dez unidades educacionais do município para plantar nos alunos a semente do respeito, do carinho e do cuidado com os mais velhos.

Ao longo do projeto, as crianças e adolescentes do 4º e 5º anos foram instigadas a pensar no futuro das pessoas que hoje mais lhe prestam cuidados, refletindo que quando esses entes queridos (pais, mães e avós) se tornarem idosos, poderão necessitar de assistência física, em saúde ou financeira. “O objetivo maior é evitar o abandono familiar, poupar os idosos de mais esta dor ao longo da vida”, destacou a assistente social Sônia Ortiz, que visitou as escolas para um bate-papo com os estudantes.

No encerramento do projeto, crianças, adolescentes e idosos se reuniram no mesmo espaço, no centro cultural, para apresentações culturais e as considerações finais. “Tivemos encenações teatrais e a execução da música ‘Couro de Boi’, com o professor de violão Osvaldino Barbosa, da Fundação Cultural de Umuarama, e os garotos da Guarda Mirim”, informou o advogado Ivo Galdino, coordenador do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas).

“Foram momentos de grande emoção e acreditamos que a sementinha está plantada no coração das crianças”, afirmou a secretária da Assistência Social, Adnetra Vieira dos Prazeres Santana.

O bate-papo com os alunos abordou de forma direta o abandono afetivo, a importância do convívio familiar, a família como ‘porto seguro’, os danos causados pelo rompimento de laços e a sensação de desamparo, de esquecimento e exclusão. “Outras dificuldades de convívio que precisam ser superadas são a falta de paciência e as dificuldades da pessoa idosa com a tecnologia e a vida agitada dos mais novos”, acrescentou a secretária.

Tudo isso pode ser superado com amor e respeito, que devem ser cultivados pelos pais desde o início da vida das crianças. “O abandono existe em todas as classes sociais e a consequência nós vemos nos asilos e casas de repouso”, acrescentou o diretor de Assistência Social, Fábio Barzon, idealizador do projeto ao lado da secretária Adnetra e da equipe da Assistência Social.

Nas palestras realizadas nas escolas, as crianças também receberam gibis com histórias do personagem símbolo do município, o índio Umuaraminha e sua turma, criação do cartunista Marcos Vaz.

Visualizar imagens Flickr