Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Campanha despertará as atenções do idoso para evitar os golpes virtuais

Compartilhar:
21 de jun de 2022 Assistência Social
Imagem Campanha despertará as atenções do idoso para evitar os golpes virtuais
Campanha despertará as atenções do idoso para evitar os golpes virtuais

Em decorrência do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa (15 de junho), data reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) – quando se manifesta em todo o mundo o repúdio à violência contra esse público, reconhecendo suas vulnerabilidades e direitos –, a Secretaria Municipal da Assistência Social e o Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI) idealizaram a campanha “Golpes Virtuais – Proteja o Idoso”.

Por isso o prefeito Hermes Pimentel, a secretária Adnetra Vieira dos Prazeres Santana e a presidente do CMDI, Zélia Aparecida Serralbo, convidam a população em geral para o lançamento da campanha, que acontecerá a partir das 8h30 desta quinta-feira (23) no Centro Cultural Vera Schubert. Serão realizadas as palestras “Segurança digital para os idosos”, com o advogado Ivo Galdino, coordenador do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), e “Como Envelhecer & Envelhecimento Ativo”, com a médica Carla Dal Ponte.

O objetivo da campanha é despertar a atenção e dar mais segurança aos idosos, diante da crescente ocorrência de golpes virtuais. “A modernidade traz muitos benefícios, mas também riscos, especialmente para quem tem dificuldade em lidar com as novas tecnologias”, aponta a secretária Adnetra Santana.

“Precisamos sensibilizar a sociedade para que possamos disseminar o que já é responsabilidade de todos: respeito, proteção, apoio, assistência e dedicação, entre tantos cuidados que temos de atribuir ao olhar para um público que vem sendo alvo de vários tipos de violência. Assim podemos entender que envelhecer é parte do ciclo da vida. Estamos tão mecânicos que não observamos o que estamos fazendo. Que sejamos contra qualquer tipo de violência”, destacou Zélia Serralbo.

A campanha focará em orientações aos idosos, para que não se tornem vítimas de golpistas e sofram prejuízos, bem como cuidados para o dia a dia e a qualidade de vida. Algumas das dicas digitais são não utilizar a mesma senha em todos os aplicativos, não fornecer senhas a estranhos – principalmente de cartões e contas bancárias, não abrir links enviados por SMS, WhatsApp, e-mail ou mensagens em redes sociais, não fornecer informações pessoais em sites ou aplicativos estranhos.

E ainda ativar a configuração em duas etapas dos aplicativos e dispositivos, redobrar os cuidados com redes de Wi-Fi públicas, trocar senhas com frequência, sempre desconectar de sites e contas de e-mail, mudar configurações de privacidade das redes sociais, para que suas fotos não sejam públicas. “Peça orientação para pessoas da família se tiver dificuldades com as configurações e medidas de segurança”, orienta a secretária.

Os idosos também devem desconfiar de mensagens diferentes do que estão acostumados a trocar com seus contatos, e também quanto a foto do perfil do contato estiver vinculada a um número desconhecido (que não esteja na sua agenda). “Antes de fazer qualquer transferência ou depósito bancário, confirme com a pessoa pelo número registrado nos seus contatos. Esses cuidados vão ajudar a evitar muitos problemas”, completou.

A campanha é uma das articulações entre os órgãos de proteção aos direitos da pessoa idosa para que não haja tanta violação aos direitos, buscando intensificar a atuação dos conselheiros e aumentar a participação dos órgãos de direitos e de atendimento, de uma forma geral.