Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Distribuição de mudas e incentivos à agricultura aumentam a renda no campo

Compartilhar:
14 de ago de 2021 Agricultura e Meio Ambiente
Imagem Distribuição de mudas e incentivos à agricultura aumentam a renda no campo
Distribuição de mudas e incentivos à agricultura aumentam a renda no campo

Oito agricultores familiares dividiram pouco mais de 1 mil mudas de maracujá da variedade ‘gigante amarelo’ distribuídas pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, na última quinta-feira, 12. O repasse foi feito na propriedade do agricultor José Domingues, no distrito de Serra dos Dourados. As mudas foram produzidas através de parceria entre o município – que forneceu as sementes, o substrato, os invólucros e a orientação técnica – e o produtor, que cedeu a estufa e participou com os cuidados no desenvolvimento.

O maracujá é uma fruta muito apreciada, tanto para o consumo direto pela população quanto para a produção industrial de polpa para sucos. Por isso, a comercialização é garantida. “Além da boa aceitação pelo mercado, a Prefeitura pode adquirir toda a produção do município através do Banco de Alimentos, da Cooperu (Cooperativa dos Pequenos Produtores Rurais de Umuarama) e também para a merenda escolar, além de possibilitar vendas através do Sacolão do Produtor”, explicou o diretor de Agricultura e Pecuária, José Guilherme de Oliveira Júnior.

Outra vantagem é que a produção não exige grandes cuidados, podendo ser tocada pela própria família do agricultor. “Temos variedades bem adaptadas para o solo e clima da região. Graças a essa parceria com o seu José Domingos, distribuímos as mudas tutoradas já com cerca de 1 metro de altura – o chamado ‘mudão’ –, que chega bem desenvolvida ao campo e ajuda a reduzir a incidência de pragas e doenças e, com os devidos cuidados, permite uma excelente produtividade”, apontou o agrônomo do município, Márcio Rezende.

As perspectivas são tão boas que a Secretaria da Agricultura pretende expandir o programa no próximo ano, aumentando o número de produtores atendidos, bem como a produção das mudas para distribuição gratuita aos cadastrados. O maracujá produz frutos por cerca de sete meses (entre dezembro e junho) e o cultivo é feito em agosto. Caso a lavoura seja bem cuidada e não sofra prejuízos devido a intempéries, a produção esperada é de 20 a 25 quilos por pé.

O município tem um programa de distribuição de mudas de citros (laranja, poncã e mexerica) e de outras frutíferas, como banana, goiaba e mamão – só desta fruta foram repassadas cerca de 5 mil mudas, segundo José Guilherme Júnior. “Já temos uma boa produção de verduras e legumes, estamos avançando nos tubérculos e agora, com o apoio do prefeito Celso Pozzobom, estamos estimulando a fruticultura. Umuarama compra muita fruta de outros centros e a intenção é que esse mercado pode ser atendido pelos nossos agricultores familiares”, afirmou o diretor.

DIVERSIFICAÇÃO

Outro ponto positivo é que os fruticultores podem trabalham com várias culturas ao mesmo tempo. “A diversidade é um fator importante pois possibilita a produção em épocas distintas, assegurando renda durante todo o ano ao agricultor”, disse o agrônomo Márcio Rezende.

O produtor José Domingos é um exemplo. Além de cultivar maracujá há cerca de 20 anos em sua chácara, de três alqueires, ele também tem banana, abacate, manga, mamão e até pitaia, tudo cuidado apenas por ele e pela esposa. “Em alguns períodos, quando o trabalho pesa mais, a gente contrata diaristas. Mas raramente a gente precisa de mais mão de obra”, comentou.

INCENTIVOS

O agricultor também destaca o apoio oferecido pelo município, que ele julga fundamental para os pequenos produtores. “Nós recebemos esterco de frango, adubo supersimples, calcário, mudas e a orientação técnica que é muito importante. Isso faz uma diferença enorme na atividade rural, pois assim a produção é garantida e podemos aumentar a nossa renda, tornando a agricultura mais atrativa”, completou José Domingos.

Por fim, o diretor José Guilherme Júnior disse que a qualidade de vida proporcionada por propriedades rurais mais produtivas é fundamental, também, para manter o homem no campo. “Temos visto até filhos de agricultores que já haviam saído do sítio voltarem para a agricultura e pecuária, dada a rentabilidade dessas atividades e as condições da vida no campo. Esse é outro fator importante dos incentivos que o município oferece para os nossos agricultores”, finalizou.

Visualizar imagens Flickr

Vídeos relacionados

Veja mais