Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Copel e Prefeitura lançam horta comunitária no bairro São Cristóvão

Compartilhar:
12 de ago de 2021 Agricultura e Meio Ambiente
Imagem Copel e Prefeitura lançam horta comunitária no bairro São Cristóvão
Copel e Prefeitura lançam horta comunitária no bairro São Cristóvão

Uma área ociosa, de mais de 21 mil m², pertencente à Copel (Companhia Paranaense de Energia), foi cedida para a implantação do Programa Cultivar Energia em Umuarama. No local, que fica embaixo das torres com linhas de alta-tensão no bairro Jardim São Cristóvão, será feita uma horta comunitária que já conta com 21 famílias cadastradas.

O programa da Copel tem até o momento oito hortas comunitárias no Estado – duas em Curitiba, três em Maringá, uma em Cascavel, uma em Ponta Grossa e uma em Marechal Cândido Rondon. E agora, por meio da Diretoria de Assuntos Comunitários da Prefeitura de Umuarama, a cidade é a nona a ser beneficiada. “Levamos às famílias a nobre oportunidade de investir em uma tarefa que, ao mesmo tempo que ajuda na saúde mental, pode gerar ganhos financeiros”, observa Roberto Ponce, gerente regional da Copel.

O prefeito de Umuarama, Celso Pozzobom, participou da cerimônia de lançamento do programa e garantiu que a administração municipal dará todo apoio necessário para que o Cultivar Energia torne-se sucesso. “Neste primeiro momento, vamos disponibilizar máquinas e equipamentos necessários para a feitura dos canteiros, adubos e principalmente orientações técnicas, por meio de engenheiro agrônomo do município, que já está participando das reuniões com as famílias”, contou.

Pozzobom disse ter esperança de que mais e mais famílias se interessem em participar desse projeto. “O município já lançou três projetos de hortas comunitárias, em menor porte, que começaram bem, mas que depois foram descaindo por falta de pessoas para tocar os trabalhos. Agora, com esse apoio fantástico e o envolvimento de profissionais da Copel, da administração municipal e principalmente dos moradores dos bairros dessa região, temos certeza de que seremos referência para outros investimentos”, analisou.

Representando a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Turismo (Sedest), Luiz Cardoso relatou que o secretário Marcio Nunes é um entusiasta do Programa Cultivar Energia e fez questão de garantir que, a partir do momento que as famílias iniciarem os trabalhos, vai providenciar a instalação de um poço artesiano no local. “O secretário [Marcio Nunes] sabe o quanto esse projeto pode transformar a vida de centenas e centenas de famílias, por isso se compromete em ser sempre um defensor do Cultivar Energia”, relatou.

O diretor de Assuntos Comunitários da Prefeitura de Umuarama, Amós Westphal, é o responsável por mobilizar as famílias daquela região. Ele destaca o importante trabalho realizado pelo jovem Jean Carlos Felipe, pelo presente da Associação de Moradores do São Cristóvão. “Em poucos dias ele arregimentou famílias, inteirou-se do programa e abraçou a causa. Essas parcerias são fundamentais para que um programa assim faça sucesso, pois têm o envolvimento real das famílias”, afirmou.

Ele conta ainda que na próxima semana haverá nova reunião com as famílias já inscritas no programa, mas que também será aberta a mais pessoas interessadas em participar do Cultivar Energia. “Vamos nos reunir no salão paroquial da Igreja São Lucas e São Cristóvão e toda a comunidade é bem-vinda. A data e o horário ainda não foram definidos, mas comunicaremos na mídia. Talvez essa seja a chance de que muitas famílias precisam para garantir um rendimento por meio do cultivo de hortaliças, leguminosas ou ervas medicinais. A Prefeitura dará todo apoio a quem desejar participar”, contou.

Eliza Nagahama, facilitadora do Programa Cultivar Energia, acrescenta que a Copel possui diversas políticas de promoção da sustentabilidade, dentre elas esse projeto de estímulo a hortas comunitárias em suas faixas de servidão, localizadas sob as torres. “O que nós percebemos, trabalhando com o programa em Maringá, por exemplo, é que, na prática, as hortas podem fazer muito pelas comunidades envolvidas. Os maiores benefícios para as famílias são: segurança alimentar, integração das comunidades, melhoria ambiental e ainda ter renda financeira extra”, descreve.

 

COMO FUNCIONA

O programa teve início em 2013. As famílias são as responsáveis pelo cuidado com o cultivo, sempre acompanhadas da assessoria técnica da Copel – em Umuarama terão ainda todo apoio da Prefeitura. O que plantam e colhem nas hortas usam para consumo próprio e, o excedente, para doação ou venda. Com objetivo de dar visibilidade ao programa, a Copel lançou um vídeo institucional e um audiovisual com instruções de segurança para usuários das hortas. Também participaram do lançamento do Cultivar Energia, o diretor de Agricultura e Pecuária de Umuarama, José Guilherme de Oliveira Junior, o presidente da Câmara de Vereadores, Fernando Galmassi, e o vereador Mateus Barreto, além de Yoshikane Okahisa, José Pedro Gabarron, Milton Figueiredo e Valter Luiz Fagundes, todos da equipe Copel.

 

Vídeo desta publicação, clique aqui.

 

Visualizar imagens Flickr

Vídeos relacionados

Veja mais