Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Transmissão comunitária de coronavírus exige mais cuidados preventivos

Compartilhar:
30 de mar de 2020 Saúde
Imagem Transmissão comunitária de coronavírus exige mais cuidados preventivos
Transmissão comunitária de coronavírus exige mais cuidados preventivos

O segundo caso confirmado de coronavírus incluiu Umuarama na lista de cidades com transmissão comunitária. As autoridades sanitárias não conseguiram identificar como a paciente – uma mulher de 23 anos que trabalha em um supermercado da cidade – teve contato com o vírus, pois ela não esteve com ninguém que viajou ao exterior, nos últimos dias, nem com pessoas que tenham manifestado suspeita da Covid-19.

Esse fato novo eleva o nível de alerta à população, que deve reforçar os cuidados preventivos. “O vírus está circulando na cidade e não sabemos quem pode estar infectado, por isso as medidas de proteção pessoais ganham ainda mais importância”, destacou a secretária municipal de Saúde, Cecília Cividini. “É que algumas pessoas serão assintomáticas – ou seja, podem não manifestar sinais da doença ou apresentar sintomas isolados, o que dificulta a identificação”, disse.

Os principais sintomas do coronavírus são febre, tosse, respiração irregular e dor no corpo, mas os pacientes podem relatar apenas um ou outro sinal. A novidade também provoca mudanças no fluxo de atendimento – os médicos que receberem pacientes com sintomas nas unidades de saúde ou no Pronto Atendimento 24 Horas poderão determinar o isolamento de até 14 dias mesmo sem a realização de exames.

Por orientação da Secretaria de Estado da Saúde, os exames serão reservados aos casos mais graves, já que o volume disponibilizado ainda é restrito. “As pessoas em isolamento permanecerão em observação, acompanhadas pelos nossos profissionais”, acrescentou a secretária. Ela lembra que a principal forma de contágio é o contato com um doente, por meio de gotículas de saliva ou toque em superfícies contaminadas.

Cecília informou que a família da paciente foi orientada sobre os cuidados necessários, o isolamento, uso de máscara, higienização e o uso exclusivo de objetos pessoais. “Ela chegou a ser internada na noite de domingo, com um incômodo respiratório, mas melhorou e teve alta na tarde desta segunda. Seu quadro é estável”, disse.

A equipe de Vigilância Sanitária visitou a empresa em que a mulher trabalha para orientar sobre medidas que devem ser implantadas. “Falamos sobre a desinfecção do ambiente de trabalho, sobre o cuidado com os funcionários e procedimentos necessários. A empresa informou que colocou os trabalhadores em isolamento, vai comunicar eventuais sintomas que surgirem e deve adotar todas as medidas necessárias para voltar a funcionar. Isso é um critério da empresa, desde que atendidas as exigências”, completou.

A secretária lembra que quando testou positivo para coronavírus a funcionária já estava afastada do trabalho por suspeita de dengue, que acabou sendo descartada após exames.

 

Vídeo desta notícia: clique aqui