Prefeitura
    Ajuda e Serviços
    Serviços
    Fale Com a Prefeitura
  • (44) 3621-4141
  • Atendimento ao Publico, Dúvidas, reclamações e sugestões.
    Fique Bem Informado
  • Receba em sua caixa de mensagem tudo que está acontecendo em nossa cidade.
  • (*)Nome
  • (*)E-mail
  • Cadastrar
  • Enviando aguarde...
    Você está em: Notícias
  • 05/11/2018
  • Abaixo-assinado pede fiscalização mais rigorosa na região da Igreja Matriz
  • Categoria: Administração
  • O prefeito Celso Pozzobom recebeu em seu Gabinete, na manhã desta segunda-feira, 5, uma comissão liderada pelos freis Justino e Cláudio Sérgio de Abreu, da Paróquia São Francisco de Assis, que entregou um abaixo-assinado solicitando o apoio do município para controlar a perturbação ao sossego público em período noturno, na região da Igreja Matriz. A algazarra praticada por jovens que frequentam estabelecimentos comerciais na região é um incômodo antigo para moradores, pessoas que trabalham na redondeza e frequentares da paróquia.

    De acordo com a comissão, o abaixo-assinado manifesta a indignação em relação ao comportamento dos frequentadores de estabelecimentos comerciais localizados nas imediações da Igreja – avenidas Maringá e Rolândia, e ruas Cambé e José Honório Ramos, entre outras), “que causam transtornos, perturbação e poluição sonora pelo barulho tanto no interior dos estabelecimentos – bares e similares – como nas calçadas e ruas”. O mau comportamento se repete, segundo os reclamantes, “praticamente todas as noites e atravessa a madrugada”.

    Solidário ao pedido, o prefeito Celso Pozzobom encaminhou o abaixo-assinado ao setor de Fiscalização do Código de Postura, que a situação seja apurada. “Não somos contra o funcionamento dos comércios e dos momentos de descontração que eles proporcionam aos jovens, uma vez que aquela região concentra um grande número de universitários. Porém, mesmo a diversão precisa ter limite. A população tem direito ao descanso, ao livre trânsito por estas ruas e avenidas”, afirmou o prefeito.

    “Por isso, veremos todas as medidas legais ao alcance do município para que os incômodos sejam minimizados o quanto antes. Acredito que os comerciantes entenderão que o Código de Posturas do Município e a legislação precisam ser cumpridos para que possam exercer suas atividades de forma adequada, respeitando os direitos de todos”, completou Pozzobom.

    A comissão afirmou pretender, com o aval das centenas de pessoas que assinaram o documento, chamar a atenção das autoridades para uma fiscalização constante naquela região, já que alguns estabelecimentos comerciais estariam abertos sem o respectivo alvará de funcionamento, ou desrespeitando horários constantes nos alvarás. “Alguns comerciantes utilizam as calçadas como extensão de seus estabelecimentos”, continua, o que fere o Código de Posturas.

    Caso essas condutas sejam comprovadas, acrescentou o prefeito, “o município deve adotar medidas punitivas, pois configuram prática ilegal”. Além de Pozzobom e dos freis, a reunião contou com a presença do secretário municipal da Fazenda, Everaldo Marcos Navarro, da diretora de Arrecadação e Fiscalização, Gislaine Alves Vieira, do procurador do município, advogado Heber Lepre Fregne, do coordenador de Economia e Administração da Paróquia São Francisco de Assis, Sérgio Luiz Ferrari, do diácono e professor Augusto Gaioski, da professora Tatiane Michele Barbosa Prando, da secretária municipal de Educação, Mauriza Lima, e da coordenadora do setor 16 do Judiciário, psicóloga e pedagoga Ivete Todelo Uliana.

     

    Fotos: clique aqui

    Crédito: Tiago Boeing/ PMU

  • Galeria de Fotos
  • Foto Foto Foto Foto Foto
Avenida Rio Branco, 3717 - CEP 87501-130 - Umuarama - Paraná - Fone: (44) 3621 4141 / Fax: 3622 8661